SaeR - Sociedade de Avaliação de Empresas e Risco

RT SaeR Maio 2015

Editorial

O que Fica

A crise nos sistemas políticos e sociais a ocidente

No caso português, a visão social da crise está distorcida porque a generalidade dos comentadores sublinha a austeridade, quando se trata de um processo de controlo do endividamento e de recuperação de condições de competitividade, que, se não existisse o euro, estaria a ser um processo desenvolvido com a desvalorização da moeda nacional, subida da inflação e subida da taxa de juro para desmotivar o recurso ao crédito - com efeitos de empobrecimento que seriam idênticos. A austeridade é o efeito simétrico de um falso efeito de riqueza que foi alimentado com défices comerciais, défices orçamentais, distorções distributivas, crescimento das despesas com políticas sociais sem custos para os utilizadores - tudo conduzindo a um aumento do endividamento que não poderia ter continuidade.

Análise de Conjuntura

E depois da Grécia? Os riscos de contágio e estratégias a prazo

O Grexit configura-se como um cenário possível e provável. Planos de contingência estão preparados e pensados para conter ou minimizar os efeitos de contágio monetário-financeiro que, em princípio, serão menores, dado que a maior parte da dívida grega está em entidades como o FMI e veículos europeus, e não na banca privada europeia. A própria política de QE do BCE constitui, em si mesma, um instrumento de contenção. No plano político, a Comissão esforça-se por encontrar um compromisso para evitar o Grexit mas Berlim aparenta não ceder. Também não se poderá descartar a hipótese de as atuais autoridades gregas quererem ser “empurradas“ para fora do euro, justificando tal facto com a intransigência alemã.

Tema de Fundo

Novas oportunidades da Parceria Transatlântica

A atração de investimento direto estrangeiro dos EUA (e Canadá e México, via NAFTA) é uma nova oportunidade, pelo que será indispensável dispor de um pacote estruturado de oferta de projetos onde exista interesse americano em investir na Europa e em que a conectividade internacional de Portugal possa jogar um papel chave (aeroportos do Porto e Faro, Autoestradas do Mar, otimização do porto de Sines – pela integração da ligação ferroviária à Europa, etc.). É fundamental aprofundar contactos com o setor empresarial e centros de investigação americanos, no sentido de estabelecer modelos de parceria com os agentes nacionais mais bem posicionados para o desenvolvimento estratégico de alguns dos objetivos identificados, nomeadamente no âmbito do Hypercluster do Mar. É urgente avançar nesta matéria, sobretudo pelo interesse na apresentação de projetos no âmbito do novo instrumento financeiro europeu (Portugal 2020) e por se tratar de matéria muito estudada em Portugal, carecendo agora de concretização.

Economia verde

A Economia Verde e a Economia Circular: novos modelos para o desenvolvimento económico

Existe um outro novo conceito, atualmente em desenvolvimento, de Economia Circular que assume a limitação tendencial dos recursos naturais, não como “castradores” das empresas, mas antes como promotores de inovação e de novos modelos de negócio. Neste âmbito, o mercado da Economia Verde é uma realidade e continuará a aumentar. Atualmente, o seu lado mais visível está associado ao carbono e à energia, como resultado de regulamentação europeia e internacional ao longo de mais de 20 anos. A procura por produtos e serviços mais amigos do ambiente tem também crescido ao nível do consumidor, o que é já entendido por algumas grandes empresas como o driver essencial para incorporar o Ambiente nas suas decisões estratégicas.
Relatório Trimestral SaeR

Para adquirir o Relatório SaeR, por favor utilize o formulário abaixo:

 (*)
 
 
 
(*)
 
 
(*)
(*)
 (*)

Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório.
Consulte a nossa política de privacidade de dados.

Notícias

Clube SaeR

Aceda aos conteúdos exclusivos e receba regularmente a newsletter SaeR directamente na sua caixa de e-mail.

Contactos

Rua Luciano Cordeiro, 123 4º Esq.
1050-139 Lisboa
Portugal

Tel: +351 213 030 830
Fax: +351 213 030 839
E-mail: saer@saer.pt