SaeR - Sociedade de Avaliação de Empresas e Risco

Alentejo é a região do país com maior potencial de crescimento, diz ex-ministro Finanças Ernâni Lopes

O ex-ministro das Finanças Ernâni Lopes afirmou hoje que a região Sul de Portugal, nomeadamente o Alentejo, "não é um caso perdido", mas tem o maior potencial de crescimento do país, que deve ser explorado até 2025.

O ex-ministro das Finanças Ernâni Lopes afirmou hoje que a região Sul de Portugal, nomeadamente o Alentejo, "não é um caso perdido", mas tem o maior potencial de crescimento do país, que deve ser explorado até 2025.

"A ideia de que o desenvolvimento do Sul de Portugal, em particular do Alentejo, que representa um terço do país, é um caso sem futuro, não é verdade", disse o sócio gerente da SaeR, em Lisboa.

"O Alentejo é o espaço que apresenta a mais forte concentração de potencial de crescimento do conjunto da economia portuguesa", sublinhou. Ernâni Lopes, que falava durante apresentação do relatório de Junho da SaeR - Sociedade de Avaliação de Empresas e Risco, destacou que após décadas em que se fez "uma leitura intuitiva" sobre o Alentejo, há que fazer "uma leitura microgeopolítica", que permitirá ver esta região como "a Grande Ogiva do Sul", com fortes capacidades potenciais de desenvolvimento.

Neste sentido, Ernâni Lopes aposta, nomeadamente, na agricultura de valor acrescentado, no acesso a serviços de saúde de qualidade competitiva, no turismo, na atracção de uma segunda residência para os mais ricos e numa indústria sofisticada. "O potencial não está só em Almada-Seixal [imediatamente a seguir ao rio Tejo], mas em colar a estratégia de desenvolvimento do Alentejo [sob a orientação geral da visão da 'Grande Ogiva do Sul'] para lá do quadro fechado da economia nacional", adiantou.

Segundo o economista, é preciso "não reproduzir modelos do passado", que assentam, em particular, no "simples investimento" em infra-estruturas. Ernâni Lopes defendeu a ideia da "Grande Ogiva do Sul", composta por dois arcos (Oriental e Atlântico).

O primeiro, que vai de Lisboa a Vila Real de Santo António, próximo de Huelva, terá como área de referência relevante a Península Ibérica e a União Europeia. Já o segundo, afirmou, permitirá a expansão internacional, nomeadamente, no Atlântico Sul.

Questionado pela agência Lusa sobre a crise em Espanha, Ernâni Lopes sustentou que "temos um verdadeiro problema com a economia espanhola". "Estamos muito preocupados, pois quase todos os indicadores estão sintonizados no muito curto prazo". Quanto à economia portuguesa Ernâni Lopes garantiu que "está mal e tenderá, possivelmente, a piorar até 2010". "O importante não é sair da crise, mas sim como passar por ela", adiantou.

JS
Lusa/Expresso on-line
14-07-2008

Notícias

Clube SaeR

Aceda aos conteúdos exclusivos e receba regularmente a newsletter SaeR directamente na sua caixa de e-mail.

Contactos

Rua Luciano Cordeiro, 123 4º Esq.
1050-139 Lisboa
Portugal

Tel: +351 213 030 830
Fax: +351 213 030 839
E-mail: saer@saer.pt