SaeR - Sociedade de Avaliação de Empresas e Risco

SaeR defende redução da taxa social única superior a quatro pontos percentuais

"Uma redução de quatro por cento não me parece que tenha grande impacto, terá de ser muito mais significativa. A CIP- Confederação Empresarial Portuguesa falou no corte para 15 por cento e a esse nível já fará mais sentido”, disse Poças Esteves, à margem da apresentação do relatório trimestral da Sociedade de Avaliação Estratégica e Risco (SaeR).

No entanto, o presidente da SaeR lembrou que “reduzir significativamente a taxa social única poderá criar necessidade de fazer a correcção, aumentando os impostos”, pelo que esse corte tem de “ser cirúrgico e em sectores onde tenha impacto, como nas exportações”.

Segundo Poças Esteves, só deste modo será possível que o “impacto na economia seja muito mais positivo do que o impacto negativo que irá ter com o eventual aumento dos impostos”.

A redução da Taxa Social Única já estava prevista no memorando de entendimento com a ‘troika’ e foi assumida pelo novo Governo do PSD/CDS-PP de modo a conseguir uma “redução substancial” nos custos das empresas, a compensar com mais cortes na despesa e ainda “medidas na área dos impostos indirectos”.

“Há um jogo de equilíbrio que tem de ser cuidadoso”, reiterou Poças Esteves.
 
Público / Agência Lusa
12.Jul.2011

Notícias

Clube SaeR

Aceda aos conteúdos exclusivos e receba regularmente a newsletter SaeR directamente na sua caixa de e-mail.

Contactos

Rua Luciano Cordeiro, 123 4º Esq.
1050-139 Lisboa
Portugal

Tel: +351 213 030 830
Fax: +351 213 030 839
E-mail: saer@saer.pt