SaeR - Sociedade de Avaliação de Empresas e Risco

RT SaeR Março 2016

Editorial

O que Fica

A Grande Crise, a Grande Mudança e a Grande Transformação

A degradação da democracia em demagogia acontece quando o poder político que se legitima em eleições recorre à apresentação de promessas que não poderá cumprir. Quando os eleitores verificam que essas promessas são impossíveis, a autoridade política enfraquece e abre-se um campo de oportunidade para os que levam a formulação de promessas para os excessos demagógicos que iludem os eleitores sem lhes oferecer uma resposta objetiva para as dificuldades que a crise continuada provoca.

Análise de Conjuntura

Tempos de Incerteza: Em Busca de Um Novo Paradigma de Crescimento

Do ponto de vista político, as incertezas e a complexidade assumem configurações que apontam para uma fragmentação, que só não se assume como fortemente provável porque a história da UE tem revelado uma resiliência em situações críticas. No domínio das migrações, o acordo da União com a Turquia é, no mínimo, questionável, constituindo um “negócio” entre Direitos Humanos e o fecho, pelas autoridades turcas, da rota dos Balcãs aos refugiados e migrantes, o que diminuirá fortemente a chegada destes à Alemanha – o tempo dirá da sua persistência. Em termos de terrorismo, a ameaça permanece presente e ocorre, por agora, esporadicamente.

Tema de Fundo

A Estratégia de Angola e as Suas Relações Económicas com Portugal e a União Europeia

Num contexto em que as relações entre a Europa e os países africanos permanecem sobretudo no quadro das relações bilaterais, secundarizando a União Europeia nesta relação, a definição de uma estratégia de estabilização da África Austral poderá trazer frutos interessantes. Neste sentido, será fundamental sensibilizar os decisores comunitários ao mais alto nível, no que Portugal tem um papel essencial, através da criação de uma vantagem estratégica que atraia maior capacidade operacional ao desenvolvimento de projetos estruturantes que garantam o desenvolvimento angolano e a sua estabilização social, nomeadamente pela majoração de Angola como destino de investimento.

Geopolítica e Prospetiva

O Paradoxo Brasileiro: Sétima Economia Mundial em Espiral Recessiva a Posicionar-se Como Maior Potência do Atlântico Sul

O início do século XXI fica marcado pelo desejo brasileiro de afirmação internacional, um pouco na sequência do pensamento geopolítico dominante até à década de 1960. Dois documentos aprovados pelo Congresso são cruciais para o cabal entendimento desta maior intervenção externa, o Plano Nacional de Defesa (de 2005) e a Estratégia de Defesa Nacional (2008). (…) Estes textos pretendem associar à diplomacia as políticas de defesa e desenvolvimento económico. Mas a grande novidade passa por um novo conceito, o Entorno Estratégico, com o qual o Brasil pretende projetar a sua influência junto da América do Sul, África subsaariana, Antártida e a bacia do Atlântico Sul.
Relatório Trimestral SaeR

Para adquirir o Relatório SaeR, por favor utilize o formulário abaixo:

 (*)
 
 
 
(*)
 
 
(*)
(*)
 (*)

Os campos marcados com * são de preenchimento obrigatório.
Consulte a nossa política de privacidade de dados.

Notícias

Clube SaeR

Aceda aos conteúdos exclusivos e receba regularmente a newsletter SaeR directamente na sua caixa de e-mail.

Contactos

Rua Luciano Cordeiro, 123 4º Esq.
1050-139 Lisboa
Portugal

Tel: +351 213 030 830
Fax: +351 213 030 839
E-mail: saer@saer.pt